Acabou-se o que era…

Esse último feriado foi o primeiro em quase seis anos em que eu não fiz absolutamente nada e não estou me sentindo culpada por isso. Na quarta-feira passada fiz minha última prova na faculdade. Por questões técnicas continuarei matriculada por mais um semestre e farei minha formatura no início de 2012, mas não tenho mais nenhum compromisso formal com a UFPR.

O que sinto agora é alívio e saudade. Alívio pois agora posso chegar mais cedo em casa, ficar de pernas para o ar no fim de semana, jogar vídeo-game, assistir TV até enjoar e ler os livros que eu quiser e não os que os professores mandam ler.

Mas já sinto saudade. Saudade da cantina barulhenta, da emoção de pegar um elevador e não saber se ficará preso no meio do caminho, da bagunça organizada no dia do ajuste de disciplinas. Tenho saudade das aulas no anfiteatro, das disciplinas cujos nomes não têm nada a ver com o conteúdo, dos professores que ao seu modo realmente querem transmitir conhecimento e principalmente, saudade dos colegas que, ao longo desses quase seis anos, se revelaram amigos verdadeiros.

Apesar das cinco horas de sono diárias, dos finais de semana à volta com planos de aula e unidades temáticas e das madrugadas em claro; tudo valeu a pena e se eu fosse um pouco mais louca faria tudo de novo.

O diploma é importante, mas mais que isso, o que realmente valeu a pena para mim não foi o destino final e sim a viagem.